20 tendências de comportamento para um mundo pós-pandemia

Leia a análise feita por especialistas e publicada no “The Economist”.


POR Comunicação Systêxtil, - 17/06/2021

Se você também está procurando entender o que os especialistas dizem sobre o futuro pós-pandemia, chegou ao lugar certo. O material que vamos compartilhar com vocês tem como base uma pesquisa realizada pelo The Economist, chamada The World in 2021, que apresenta 20 tendências para um mundo pós-pandemia. Sem mais delongas, vamos aos fatos:

 

1 – Educação off-line e online

O Learning Experience Design se tornará essencial para o ensino de todas as instituições. Este método parte da ideia do aprendizado como processo contínuo e inerente às nossas relações com o mundo, contemplando nossas necessidades de resolução de desafios reais, o exercício de habilidades socioemocionais e análises que não aprendemos nos livros ou nos modelos mais tradicionais de educação.

 

2 – O avanço da Telemedicina

Com as tecnologias já disponíveis, a Telemedicina já é uma realidade. Troca de informações médicas e análise de resultados de diferentes exames, bem como os diagnósticos periódicos básicos serão, cada vez mais, realizados e entregues a distância, de forma digital, dando apoio para a medicina tradicional.

 

3 – Menos gastos, mais poupança

Os ganhos pessoais contraem e as pessoas passam a economizar mais. A Geração Z está atenta às próprias finanças, poupando muito mais que o esperado. Isso tende a continuar, entretanto, os eletrônicos e tudo o que se refere a tecnologia vão continuar sendo os produtos mais apreciados e adquiridos – com ou sem poupanças.

 

4 – E-commerce, muito e-commerce

Mesmo com as lojas físicas reabrindo e as pessoas voltando a visitar shoppings e centro comerciais, grande parte das vendas vão continuar sendo online. O e-commerce continuará crescendo e fechará grande parte das lojas físicas nos próximos anos. As que sobreviverem terão que redesenhar sua experiência de compra, adotando estratégias como o Omnichannel.

 

5 - O câmbio climático será prioritário

A mudança climática passa a ser um assunto muito sensível e valorizado. Compreender isso é uma necessidade urgente para o nosso planeta. Ao longo de milhões de anos, as causas dessas mudanças foram naturais. A novidade é que as atuais mudanças estão sendo provocadas pela atividade humana. É uma oportunidade para empresas e consumidores alinharem suas ações com um propósito mais significativo, para um bem maior. (Leia aqui nossa matéria sobre Gestão sustentável)


6 - O fim das fake news

Adeus às “Notícias Falsas”! Novos modelos de informação e notícias por assinatura com mais transparência ajudarão as pessoas a receber um conteúdo mais confiável. Essa “alfabetização” deve contar com esforços de vários setores da sociedade, evitando que as chamadas fake news tumultuem o debate público e causem prejuízos à sociedade.


7 – Saúde mental e isolamento

Em junho de 2020, as buscas no Google por termos ligados à saúde mental no home-office sofreram um salto em comparação ao mesmo período de 2019. Isso reflete uma preocupação recorrente em crises sanitárias: os problemas psicológicos e sociais. As novas formas de trabalhar mais isolados fará com que as empresas valorizem a saúde mental de seus funcionários e os auxiliem a enfrentar as situações de agressividade, solidão e angústias advindas desse novo modelo de vida.


8 – Empreendimentos sociais serão prioridades

Motivados pelo altruísmo, a iniciativa vem por meio de empreendedores que enxergam as necessidades das outras pessoas. Investimentos e esforços no orçamento das empresas para fazer o bem, buscando soluções para áreas da educação, saúde, segurança, política e distribuição de renda: o empreendedor social gera valor para a sociedade em primeiro lugar.


9 – Natural e saudável

Alimentos naturais e saudáveis, experiências e novas formas de interação. Consumo local, valorização do reciclado e menos desperdício. Ser mais saudável e consciente é o novo “luxo”. Bem-vindos à era do consumo consciente, onde os consumidores querem entender os produtos, os processos de confecção e as marcas, antes de consumi-los. (Leia mais sobre o consumidor da Geração Z aqui!)

 

10 – O renascimento pessoal

A vida das pessoas e das empresas de todos os setores teve uma grande transformação no primeiro trimestre de 2020. Passamos a pensar diferente, criamos uma rotina adaptável para tudo que estamos vivendo diariamente e agora estamos encarando o novo de frente. As pessoas passarão a repensar seu trabalho, saúde, dinheiro, aquisições, relações e objetivos espirituais com muito mais frequência.


11 – Trabalho remoto pra sempre

O home-office veio para ficar, mas não da forma que funciona hoje. Os seres humanos necessitam socializar e, por isso, os escritórios e espaços de trabalho serão lugares mais divertidos e de conexões memoráveis. Nem parece verdade, mas existiu um tempo em que trabalhar de casa não era uma possibilidade, principalmente pelas precárias alternativas de comunicação.


12 – Adeus a grandes escritórios

Como falamos na tendência anterior, os escritórios terão que se reinventar para receber os funcionários híbridos, tornando o local atrativo de se ir trabalhar quando for o caso. Os locais que não se tornarem mais inteligentes e funcionais vão fechar. Grandes edifícios corporativos já estão ociosos.


13 – Viagens de negócio: somente o indispensável

As viagens de negócio, assim como as grandes convenções, congressos e reuniões com muitas pessoas diminuirão 50%. As alternativas e ferramentas digitais vieram pra ficar, potencializando os negócios sem a necessidade de deslocamentos, otimizando tempo e todos os custos relativos a essas atividades. É a Era dos Digitais Sapiens...


14 – Casas escritórios

Ainda no que tange a home-office e o adeus aos grandes escritórios, bem como reuniões e outros encontros onlines, outra tendência pós-pandemia são as casas-escritórios. Poder trabalhar de casa ou de qualquer lugar será prioridade para as pessoas, principalmente ao avaliar as propostas de trabalho. Inclusive o nosso lar tende a ficar mais tecnológico e adaptado para o trabalho.

 

15 – Mercado de trabalho global

No mercado de trabalho, as distâncias vão desaparecer. Não haverá diferença entre contratar colaboradores locais ou estrangeiros. Buscar mão de obra qualificada fora, em setores carentes de trabalhadores locais, é uma possibilidade cada vez mais atraente para as organizações. Será uma obrigação às empresas e recursos humanos aprender como atrair, contratar e reter esses talentos internacionais.

 

16 – Serviço por assinatura

Quase tudo o que é virtual vai tornar-se em formato de assinatura. Serviços de academia, arte, cinema e entretenimento chegarão aos lares por meio da realidade virtual. A economia da assinatura é um fenômeno novo. Não está cedo, tampouco tarde, para aderir a ele.

 

17 – Novas tecnologias se tornam vitais

A revolução 4.0 já é uma realidade da indústria e terá um fortalecimento ainda mais expressivo nos próximos anos. Qualquer empresa desenhada para o mundo de antes da pandemia correrá sérios riscos de sobrevivência no mundo pós-Covid. De acordo com as previsões da revista The Economist, as empresas que não investirem pelo menos 10% em novas tecnologias irão desaparecer.

 

18 – O turismo volta fortalecido

O turismo de entretenimento voltará fortalecido, sempre acompanhado de muita tecnologia, desde a compra e operação até as experiências. Flexibilidade para todo o processo de compra, pagamento e cancelamento também devem ser reforçados. Quanto às viagens, as pessoas vão valorizar a natureza e experiências reais mais do que nunca.

 

19 – Proteção dos dados pessoais

É fato que os dados têm sido cada vez mais vistos como um patrimônio, devido ao valor estratégico que contêm. Nesse sentido, realizar o tratamento de dados pessoais torna-se mais delicado e as grandes plataformas vão mudar. Ou seja, é bem possível que o pagamento de assinaturas para esse serviço retorne, pois preferimos pagar a doar nossos dados e vida pessoal. Veja 7 dicas que podem garantir a segurança digital da sua fábrica.

 

20 – Irrupção massiva da inteligência artificial.

A forma de se trabalhar já é bem diferente do que as gerações anteriores estavam acostumadas. Com a inteligência artificial realizando as operações mais simples, a força de trabalho básico é drasticamente reduzida. É hora de redesenhar o futuro de nossas profissões e ficar de olho nas tendências.

 

Como vimos nas 20 tendências acima, o melhor está por vir. Vamos abraçar as mudanças e redesenhar nosso futuro pessoal e profissional com otimismo. E você, tem preparado o seu negócio para atender o consumidor, adaptando-se às suas necessidades? Conheça as soluções Systêxtil para um futuro inteligente das fábricas têxteis.

 

Últimas do blog Systêxtil:

Systêxtil 30 anos - "Ter os melhores processos têxteis de gerenciamento"

Sistema para chão de fábrica e suas funcionalidades

Veja 5 vantagens de um sistema Especialista


Voltar para o Blog 

Inscreva-se para receber novidades