A busca pela inovação e sustentabilidade do denim brasileiro

Nesta semana que comemoramos o Dia Internacional do Jeans, conheça uma iniciativa que visa fomentar o denim no país.


POR Comunicação Systêxtil, - 22/05/2020

No dia 20 de maio comemora-se o Dia Internacional do Jeans, peça considerada atemporal, democrática, popular e a paixão mundial no universo da moda. A data se dá pelo fato de que no dia 20 de maio de 1873, foi liberada a patente da primeira peça jeans – a Levi’s. Aqui, no blog, já contamos um pouco da história do Jeans – O curinga da moda, vale a pena conferir!

Em um momento de incertezas econômicas que o mundo todo está passando, iniciativas que estimulem a produção interna, o consumo nacional e, em meio a isso, levantem bandeiras como cultura, sustentabilidade e inclusão, são sempre comemoradas. Na semana que celebramos o Dia Internacional do Jeans, é substancial lembrarmos que o Brasil está entre os 5 maiores exportadores de denim do mundo.

E o fomento à produção de um Jeans cada vez mais sustentável e aderente à preferência do consumidor moderno está se expandindo no Brasil. Uma iniciativa firmada por empresários brasileiros associados ao projeto matriz Denim City Amsterdam, juntamente com o apoio do consulado holandês, coloca em solo brasileiro a primeira filial do projeto e também a primeira fora da Holanda. Chamado Denim City SP (DCSP), o complexo está sendo construído no bairro do Brás, em São Paulo, local tradicionalmente conhecido como reduto da moda atacadista e estimado como produtor de 50 por cento dos artigos jeans comercializados no Brasil.

A ideia do DCSP é desenvolver um núcleo de conhecimento e aprendizado para estudantes, profissionais e amantes do jeans, criando e descobrindo receitas mais limpas e inteligentes e capacitando a indústria brasileira a se tornar mais sustentável, bem como um relevante polo mundial de jeanswear.

O DCSP é um investimento de peso e, para isso, está contando com o patrocínio de grandes players do mercado da moda. Segundo o site oficial do DCSP, o pavilhão de 4 mil m², que está em fase de construção, abrigará uma associação sem fins lucrativos com corte, confecção e lavanderia piloto, tecnologia de ponta em maquinários industriais fornecidos pelos patrocinadores, laboratório, centro de pesquisa e desenvolvimento denim, cursos com temas como design, modelagem e tecidos, espaço para auditório, lojas conceituadas, restaurantes e coworking. Um verdadeiro complexo voltado 100% para o jeans.

Na indústria têxtil, sempre há espaços para iniciativas que venham a somar. Se tudo ocorrer como o planejado, a organização deve iniciar suas atividades em outubro deste ano, sendo mais uma contribuição para o mercado de Denim no Brasil e fortalecendo o setor por meio da educação, inovação, sustentabilidade e conexões. Confira um vídeo 3D do Denim City SP:

Últimas do blog Systêxtil: 

E-BOOK GRATUITO: loja Systêxtil e a força do e-commerce

Clientes passam a contar com nova plataforma de atendimento e gestão de demandas

A importância de um sistema completo para gerenciar sua fábrica têxtil


Voltar para o Blog

Inscreva-se para receber novidades