TOP 5 matérias mais lidas no Blog Systêxtil em 2020

Ao todo, foram mais de 60 publicações com diversos conteúdos sobre tecnologia, sistema e indústria têxtil.


POR Comunicação Systêxtil, - 07/01/2021

Se você acompanha nosso blog, já deve ter notado que toda semana tem conteúdo novo, seja ele relacionado a indústria têxtil e da moda, tecnologia ou ao Systêxtil em si.

Em 2020, escrevemos mais de 60 artigos em nosso blog. 😱 

Abordamos conteúdos que foram desde novos produtos e plug-ins no sistema a novidades nos processos internos da empresa; dicas para o setor têxtil durante a pandemia e cenário político; moda antiviral; tendência do Home-office; a nova LGPD; Indústria 4.0; segurança da informação; dicas para redução de custos e muito mais.

Nesta primeira publicação do ano, que tal rever as CINCO matérias mais lidas em 2020?

Lá vai!

1 – Homewear: conheça a tendência que veio para ficar... em casa!

Começamos pela matéria mais lida! Com a pandemia e o home-office virando opção para muitos durante a quarentena, a ideia de trabalhar de casa demandou um look mais confortável. Com isso, um segmento da moda que ganhou força foi o homewear, que traduzido ao português significa "roupa de casa".

A moda homewear tem o conforto e a simplicidade como características. Essa roupa de ficar em casa é um look flexível, que fica entre o pijama e a roupa do final de semana. No home-office, diversas pesquisas afirmam que tirar o pijama e trocá-lo por uma peça mais casual é importante também para a produtividade, uma vez que influencia no psicológico.

De acordo com especialistas, as melhores opções são camisas, calças de linho, moletons e abrigos – principalmente para o inverno –, cardigãs e roupas de materiais leves que dão um aspecto de arrumado e deixem, ao mesmo tempo, bem à vontade. Entre os tecidos, a malha é um dos mais confortáveis e disponíveis, podendo ser usada desde looks mais despojados até os mais formais.

2 – Com certeza você já ouviu falar sobre o JAVA!

Falamos muito no blog e nas nossas redes sociais que o Systêxtil ERP possui a tecnologia JAVA. Mas nem todo mundo sabe o que isso significa, não é?

JAVA é uma das linguagens de programação mais utilizadas na atualidade para a criação de softwares e sistemas. Sua principal função é construir aplicações em rede, como jogos e programas de escrever códigos.

Uma das grandes vantagens da linguagem JAVA pode ser considerada a flexibilidade, oportunizando que softwares rodem “anywhere”, ou seja, em qualquer plataforma, dispositivo e/ou sistema operacional (Mac, Linux, Windows).

Presente em mobiles, aplicativos de web e corporativos, big data, machine learning (aprendizado de máquina), IoT (Internet das coisas), entre outros, a linguagem JAVA também se destaca bastante nos quesitos de performance, design e usabilidade, sendo muito mais amigável e moderna que as outras linguagens, facilitando o armazenamento de dados e fornecendo mais segurança em uma época que a informação é uma grande mercadoria.

3 – "Nosso desafio é produzir, gerar resultado e conquistar independência"

O artigo especial do Dia Internacional da Mulher, escrito pela Diretora Administrativa e Financeira da Systêxtil, Karla Zimmermann e Silva, foi a terceira matéria mais lida no blog em 2020! Aí vai um trechinho dessa mensagem super especial! <3

“Estou há 17 anos na Systêxtil, passei por praticamente todas as áreas e todas elas me ensinaram que meu maior desafio era ser respeitada e conseguir inspirar de alguma forma. Fui criada sabendo que teria oportunidades desde que fizesse por merecer, por esforço e dedicação.  Na área de TI o nosso desafio é ainda maior, pois muitas vezes o conhecimento não técnico acaba nos privando de certa confiança. Nosso desafio é produzir, gerar resultados e conquistar independência.

Nós, mulheres, temos a capacidade de sermos multitarefas (me desculpem os homens, mas esse poder é só nosso rsrs). Entretanto, essa vontade de abraçar o mundo e ter respostas para tudo, muitas vezes, acaba atrapalhando. Aqui vai meu reconhecimento para os homens, que conseguem focar em uma tarefa sem ao mesmo tempo pensar na lista de supermercado.

Nós precisamos sim, talvez, de um pouquinho mais de chocolate e colo, mas, reforçando: somos iguais. Trabalho e convivo com mulheres fortes e independentes, que me ensinam, me apoiam e me fazem rir - isso me motiva a ser cada vez melhor, a querer vê-las voar mais alto.”

Lindo, né? 😍

4 – Qual o futuro da moda pós-pandemia? Será o fim do "fast fashion"?

Em quarto lugar, uma das incertezas que a indústria têxtil tem: qual será a nova realidade do nosso segmento pós-Covid? 

No futuro da moda, especialistas apostam em um mundo com menos tendências marcadas, voltado para a sustentabilidade com itens mais básicos e duráveis. As marcas terão que olhar para si e buscar diferenciação dentro de suas essências. Ser mais criativa, atemporal e buscar insumos economicamente e ecologicamente sustentáveis, privilegiar o comércio local, além de ter uma visão a longo prazo.

A indústria da moda, segundo estes especialistas, também precisa buscar inteligência quando se trata de design, escolhendo os materiais olhando para além da estética e conforto, mas para a circularidade e ciclo de vida dos itens de vestuário.

Deve haver também um crescente uso das redes sociais como canal de engajamento com os atuais e futuros clientes, oferecendo conteúdo de qualidade que os façam gostar e confiar na marca. Nesse contexto, adaptar-se ao comércio online é uma obrigação para o empreendedor de moda, que deverá atender aos parâmetros do chamado omnichannel.

Num mundo pós-Covid, regras tradicionais não mais existirão. Essa crise se mostra como uma oportunidade para cada marca repensar a sua proposta; uma folha em branco. Estilistas, designers e integrantes da indústria da moda têm pensado e trabalhado nas suas coleções com outro viés.

O que devemos esperar? Qual será a nova moda quando a pandemia passar? Vale a pena refletir.

5 - Entenda melhor o Bloco K e suas especificidades

A última matéria que entra no nosso TOP CINCO é sobre o BLOCO K.

O Bloco K reúne as informações necessárias acerca da produção que devem ser passadas mensalmente ao fisco, como gastos com insumos, perdas, substituição de produto na ficha técnica, registro do estoque escriturado, entre outros. Com isso, os órgãos fiscalizadores podem ter um controle mais efetivo sobre os estoques, monitorando a produção desde a matéria-prima até o produto final.

É importante prestar atenção nos dados informados para o Bloco K, pois qualquer diferença não justificada e/ou desencontro de informações poderá ser considerado como sonegação fiscal, acarretando notificações que vão desde multas até a suspensão de serviços ofertados pela Receita – entre eles, a emissão de notas fiscais eletrônicas.

Vale ressaltar que a responsabilidade pelo preenchimento correto dos registros no Bloco K é de total e exclusiva responsabilidade das indústrias e empresas. A fiscalização deverá ser rigorosa. Por isso, é muito importante contar com um software específico e robusto que ajude no levantamento correto, controle e gerenciamento dessas informações, evitando conflitos com a legislação - o Systextil ERP está preparado para o envio das informações para o bloco K.


 

Nós, da Systêxtil, estamos sempre preocupados em levar aos nossos parceiros, colaboradores, amigos e todos que nos acompanham conteúdos interessantes e autênticos que auxiliem em seus conhecimentos, em uma tomada de decisão ou apenas para sanar alguma curiosidade. Como você pôde perceber, os conteúdos do blog falam além do Systêxtil e é nessa linha que vamos seguir o ano de 2021.

Continue nos acompanhando por aqui, pelas nossas redes sociais e também por meio da nossa Newsletter semanal (para se inscrever, é só rolar o mouse e preencher os campos abaixo. Assim, você receberá uma vez por semana os conteúdos em primeira mão no seu e-mail.)

Um ótimo ano para todos nós!


Últimas do blog Systêxtil:

2020, um ano de desafios e aprendizados

Você conhece os seus processos?

Generalizados X Especialistas: Qual a melhor escolha?


Voltar para o Blog 

Inscreva-se para receber novidades